quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Entre a Seiva e o Sangue

Revista Chácaras e Quintais - Fev-1922  Gustavo Peckolt


A fisiologia vegetal, nos ensina que a seiva vegetal, representa o mesmo papel que o sangue no corpo animal no seu movimento contínuo através do coração, artérias e veias, constituindo assim a circulação e pois aquela seiva também, passando através dos tecidos da planta, constitue a sua circulação.
Extração da seiva de Jatobá.
Essa seiva vegetal, possuindo a mesma propriedade que o sangue animal, a de nutrir o organismo, acarretando aos tecidos os elementos indispesáveis a sua vitalidade, e outro tanto, a de separar, e preparar a eliminação das substâncias impróprias a sua nutrição, acumuladas ou prejudiciais ao organismo, do mesmo modo, essa seiva, por um ato fisiológico denominado secreção, goza a propriedade de selecionar as substâncias que pretam-se para a nutrição da planta, transportando a certas partes do vegetal, aquelas imprestáveis ou excedentes a sua nutrição, as quais são então, acumuladas, ou eliminadas, de seu organismo.
Estes princípios secretados variam bastante, quanto a sua natureza e propriedades, de acordo sempre, com a natureza do vegetal, dentre eles destacam-se: o suco leitoso ou látex; os óleos, óleos resina, óleos essenciais, ou sucos gomosos ou gomas, os sucos resinosos ou resinas , todos eles próprios ao vegetal, que, muitas vezes não podendo eliminá-los em tecidos apropriados que se encontram tanto na raiz, como no caule, nas folhas, etc, onde vamos encontrá-los armazenados sem vias de eliminação, ou simplesmente acumulados. Como exemplo, temos: o suco óleo-resinoso das Capaibeiras, impropriamente chamado de óleo de Copaíba; o suco vermelho tanifero das Bicuibeiras, denominado sangue de Bicuiba, fortemente adstringente, podendo substituir o kino da Índia, (Pterocarpus marsupium); o suco aquoso tânico das bananeiras, chamado de seiva da bananeira; o suco leitoso ou látex, sucos gomo-resinosos, de um grande numero de vegetais, fornecedores de cautchoue ou borrachas, produto de grande valor industrial com especialidade os dos vegetais do gênero Hevea, apelidados Seringueiras, o suco leitoso do mamoeiro, do Jaracatiá, etc. os quais possuem a propriedade digestiva, devido ao seu fermento digestivo Papayotina ou Pepsina vegetal; bem assim a seiva de muitos vegetais que contem princípios tóxicos, tais, o latez da papoula, etc.
Quando a seiva resinosa, suco, ou resina de Jatobá, quando solidificada, tgem o nome de resina de Jatahy, ou Copal brasileriro a qual, emana do tronco ou das raízes dessa gigantesca árvore, principalmente, sob a ação direta do calor do fogo, o qual provoca um aumento dessa seiva resinosa, que destila do vegetal, condensa-se no solo, ou emana de suas grossas raízes, numa profundidade, muitas vezes, de dois metros, como é comu encontrar-se em grande quantidade, nas escavações feitas em terrenos onde outrora se encontrava florestas desse precioso vegetal. Dahi concluir-se que a legitima seiva de Jatobá ou Jatahy é um suco resinoso ou resina, e nunca, um suco aquioso, amargo, mais ou menos fermetado, como é impropriamente chamado seiva de Jatobá. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário