segunda-feira, 13 de junho de 2011

Yagê; Planta que faz sonho azul

Autor: Oswaldo de A. Costa e Luiz Faria

Também conhecido como Caapí e Ayahuasca. Benisteriopis Caapi, Spruce.

O primeiro botânico que estudou o Yagê, foi o explorador inglês Spruce, que colhendo material completo desta planta em 1853, na fronteira nordeste do Brasil na região Uaupés, enviou exemplares a diversos herbários europeus.

O habitat natural desta planta é o alto Amazonas, nas regiões de fronteiras das repúblicas da ColomCaapibia e Venezuela.

Dos caules desta planta se extrai os alcalóides Yageína e Yagenina. É usa em ritos sagrados dos Incas nos quais a planta produzia efeitos surpreendentes sobre o sistema nervoso central.

No tempo dos Incas já se encontravam referências aos bebedores de Yagê. Mama Ocllo era a deusa que oficiava nos ritos sagrados dos Incas nos quais o Yagê representava um papel importante, e cujo uso só era permitido aos padres oficiantes e aos velhos. Eles conheciam os efeitos de clarividência e de telepatia da planta. Assim pode um sacerdote predizer a queda do império que havia chegado ao seu maior esplendor com Huaina –Capac em 1475.

Os conquistadores espanhóis, e especialmente o clérigo Valverde, conheceram as mágicas virtudes dos que tomavam a beberagem.

Richard Spruce, em 1857, depois de ter permanecido perto de dois anos no Peru, chegou pelo rio Patasa a grande floresta de Canelos, habitada pelas tribos Zaparos, lá indo encontrar o Caapi, usado juntamente com a decocção de tabaco e em seguida ohuanto (trombeta branca) essa mistura era tomada pelos curandeiros feiticeiros depois de um jejum de quinze dias.

Em 1925, Bariga Villalba, da Universidade de Bogotá, retoma a investigações anteriores e isola dois alcalóides, dando-lhes os nomes de Yageina e Yagenina.

Gastão Crus, nas páginas brilhantes de sua Amazônia Misteriosa, fala sobre os efeitos alucinatórios do Caapi.

O Caapi é uma cocção da casca da planta trepadeira também denominada Caapi, com o acréscimo de casca de outra planta trepadeira e de uma pequena dose de fumo. É curioso o efeito dessa bebida. Ela não embriaga, mas excita terrivelmente o sistema nervoso e a imaginação, de modo a dar a ilusão visionaria das coisas mais extravagantes.

O Caapi é uma bebida destinada aos dias de festa, bebendo-a todos os convivas, homens e mulheres. O Yagê só pode ser usado pelos chefes de tribos pagés, possuidores de poderes adivinhatórios; e são esses poderes que lhes garantem o domínio sobre o povo.

O Yagê é a planta dos profetas, planta telepática, planta dos sonhos azuis.

Os animais injetados com Yagenina apresentam tremor violento de todo corpo, com oscilação constante da cabeça e tremor principalmente nos olhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário